• Resenhas

    Perdida – Carina Rissi

    SINOPSE – Sofia vive em uma metrópole e está acostumada com a modernidade e as facilidades que ela traz. Ela é independente e tem pavor à mera menção da palavra casamento. Os únicos romances em sua vida são aqueles que os livros proporcionam. Após comprar um celular novo, algo misterioso acontece e Sofia descobre que está perdida no século dezenove, sem ter ideia de como voltar para casa – ou se isso sequer é possível. Enquanto tenta desesperadamente encontrar um meio de retornar ao tempo presente, ela é acolhida pela família Clarke. Com a ajuda do prestativo – e lindo – Ian Clarke, Sofia embarca numa busca frenética e acaba…

  • Resenhas

    Extraordinário

    SINOPSE: August Pullman, o Auggie, nasceu com uma síndrome genética cuja sequela é uma severa deformidade facial, que lhe impôs diversas cirurgias e complicações médicas. Por isso, ele nunca havia frequentado uma escola de verdade… até agora. Todo mundo sabe que é difícil ser um aluno novo, mais ainda quando se tem um rosto tão diferente. Prestes a começar o quinto ano em um colégio particular de Nova York, Auggie tem uma missão nada fácil pela frente: convencer os colegas de que, apesar da aparência incomum, ele é um menino igual a todos os outros. No Carnaval, é comum a gente vestir a fantasia, pintar o rosto, usar máscara. Adultos…

  • Resenhas

    Troca de livros

    Você já pensou que trocar livros pode ser muito divertido? Pois é, além de sustentável e ecologicamente correto, a prática ajuda a desapegar e dar um novo fôlego à biblioteca e ao seu bolso. Em vez de ter aquele livro que você já leu simplesmente parado na sua estante, você pode compartilhar as boas leituras e levar mais diversão para outras pessoas. Na internet, há muitos sites especializados na troca de livros e mesmo perfis em redes sociais que apenas se dedicam a isso. Dá um Google aí. No nosso Instagram, iniciamos em janeiro (no mês de comemoração do nosso primeiro ano), a proposta das trocas e com isso já…

  • Resenhas

    Alatina: a gênia moderna

    Recebi mês passado o livro “Alatina: a gênia moderna” da escritora Claudia Isadora Fernandes de Oliveira. Trata-se de uma obra infanto-juvenil, que reconstrói sob uma nova perspectiva a história do gênio da lâmpada. Filomena, grávida, não consegue controlar a vontade de desvendar o sexto do bebê, que não aparece no ultrassom. A mãe, Dona Emília, então tem a ideia de recorrer a uma tradição antiga que se utiliza de um bule dourado. A filha deveria fazer o pedido e dar três pulinhos. Só que imprevistos acontecem, especialmente porque Filomena esqueceu os três pulinhos. É aí que surgem Alatina, usando um turbante branco e um colete azul com mangas bufantes, acompanhada…

  • Resenhas

    Tinderela: a procura do amor na era digital

    Ela. Cinderela. Tinderela. Rafaela. Poderia ser você ou eu, mas é a Rafaela. Uma enfermeira no Hospital Beneficiência Portuguesa, que seguia como tantas de nós a sua rotina em modo automático, exaurida. Sem tempo para o amor (?!) ou pelo menos sem tempo para buscá-lo por aí. É quando, durante um plantão na Unidade de Terapia Intensiva Neonatal, observa a amiga fisioterapeuta Mariana sorrindo enquanto mexe no celular. Era o Tinder. Quem aí como elas só pensa em trabalho e mal tem tempo de checar as redes sociais? Depois de ver a Mariana se divertindo, Rafaela decide perguntar à amiga médica cardiologista Guilhermina, divorciada, 52 anos, o que acha do…

  • Resenhas

    A mágica da arrumação

    Não, eu não sou uma pessoa organizada. Talvez por isso minha amiga tenha me presenteado com o livro “A mágica da arrumação”, de Marie Kondo. Na dúvida, não me arrisquei perguntar. A autora diz que no Japão as pessoas acreditam que manter um quarto e um banheiro bem arrumados costuma trazer sorte. O livro alerta para a necessidade de se desfazer de objetos. Assim, o descarte deve ser o primeiro passo para o início da faxina geral. Outra dica é que arrumar um pouco de cada vez não vai solucionar o problema. Em vez de organizar por ambiente, faça-o por categoria, uma vez que guardamos objetos – tais como livros…

  • Resenhas

    A Menina do Vale

    A Menina do Vale, escrito e distribuído gratuitamente pela Bel Pesce, traz algumas lições simples – em uma linguagem fácil e de rápida leitura – sobre o empreendedorismo. “A humildade faz com que você cresça. A arrogância te atrasa.” Essa é pra mim uma de suas melhores frases. Mas a Bel aconselha também sempre a escolha do time baseado em critérios como respeito, admiração e confiança. Sobre o plano de negócios, o tempo empregado pensando sobre a ideia/projeto é o mais importante. “O plano de negócios deve ser tratado como um documento vivo, sempre em evolução. Quando o negócio e o mercado evoluem, é uma boa ideia atualizar o plano.”…

  • Resenhas

    O Diário que Minha Mãe Não Leu

    Minha leitura neste final do ano foi de uma obra que recebi para resenha da jornalista pernambucana Manuella Antunes. “O Diário que Minha Mãe Não Leu” é uma nova significação para os textos que a Manu publicava despretensiosamente online e também para as suas próprias memórias. A cada página, percebemos o quão transformadora foi e tem sido a sua jornada. É também a representação de uma mulher jovem na nossa sociedade contemporânea. Manu é livre e a sua escrita nos mostra exatamente isso. A sua busca pela liberdade, pela expressão, pelo amor (principalmente o amor próprio), a paz e a sabedoria. E, afinal de contas, não é tudo que isso…

  • Resenhas

    Essa luz tão brilhante

      “Como é que num dia uma pessoa é um componente de decoração na casa (uma mesa bacana, talvez) e no outro passa a ser os canos, a fundação, a viga central sem a qual toda a estrutura desaba? Como é que uma estrela que mal se nota se transforma no sol?” Adoro ler livros tristes. Mesmo! Gosto de me comover com as histórias. Derramar lágrimas. Sentir a dor do personagem. Cair. Sou doida?! Talvez. Mas gosto de vivenciar as faces do amor em seus altos e baixos. Em “Essa luz tão brilhante”, a vida pode nos surpreender. A generosidade humana também. A amizade sem interesses. E o amor juvenil…

  • Eventos

    Oficina cartonera

      Há algum tempo queria descobrir como se faz um livro de forma artesanal, a chamada edição cartonera. Eis que durante a Semana do Livro de Pernambuco tive a oportunidade de participar de uma oficina com o escritor Wellington de Melo, da Mariposa. Os livros são feitos com capas de papelão reutilizado. Tudo produzido de forma única, artesanal e especial. Misturamos cores, pincéis e estilos e cada aprendiz saiu da oficina com uma antologia “Inquebrável” com capa diferente. Para confeccionar a minha, usei o azul, o vermelho e preto. Também fiz uma colagem na contracapa. O movimento cartonero nasce na Argentina em 2003 e tem a Eloisa Cartonera como o…