Castelos de areia

castelos de areia. Crédito: Pexels.
castelos de areia. Crédito: Pexels.

Acho que o que você tanto queria finalmente aconteceu. Eu não estou com muitas expectativas. Entreguei pra Deus. Você e eu. Estou deixando a vida correr seu próprio curso.

Não estou ligando muito se você passar um dia inteiro para me responder uma simples pergunta em uma mensagem ou se vai digitar e enviar de imediato enquanto ainda estou lendo as primeiras linhas. Claro que ainda fico muito feliz com o seu bom dia logo cedo ou quando me manda qualquer besteira durante o expediente.

Não ter muitas expectativas é bom pelo fato de blindar o coração. Mas confesso que não estou lá muito feliz com essa nova vibe. Acho que sou daquelas que prefere construir castelos. Sonhar. Imaginar. Sim, ter expectativas. Erguer castelos nem que seja de areia.

Não ter expectativa vai deixando o coração oco. E isso é ruim. Muito ruim. Não que esteja me fazendo mal. É só como se a gente deixasse de sonhar. E veja bem… eu gostaria de ter sempre você nos meus sonhos e na minha vida.

Se isso realmente não é possível – e cada vez estou mais descrente – talvez eu mude novamente o curso do barco. Não hoje nem amanhã, mas em breve. Porque eu também acredito que mais importante que blindar o coração é ter protagonismo. É saber o que se quer e ter um propósito.

Você sabe que não gosto de bagunça. Ao menos não nas coisas do coração. Mas se não formos construir castelos… você e eu… juntos… talvez eu o faça só. Talvez  peça ajuda a outra pessoa. Só o destino dirá o que há de ser. E por mais que isso doa, talvez eu construa novos castelos (de areia) em outras praias ou castelos (de cimento e argamassa) em outros horizontes.

1 Comment

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *