• Crônicas

    Mulher do mundo

    Uma índia corajosa. Com arco e flecha na mão para derrubar o inimigo, se necessário for. Uma negra respeitada, feliz e realizada. Uma europeia intérprete do mundo. Uma asiática sábia e equilibrada. Uma brasileira de fé, esperança e amor. A menininha continua viva. Oculta, porém, não esquecida. São duas em uma. Uma em várias. Com o mesmo sorriso nos lábios. O mesmo desejo de abraçar o mundo. Com sonhos e pés no chão. Livre. Sem amarras. Mulher do mundo.