Uma saudadezinha

Uma leve saudadezinha bateu por aqui. E foi assim que tomei coragem e liguei para ele. Não importava o ponteiro do relógio marcando o início da madrugada.

Eu precisava falar. Não iria passar mais uma semana com o coração apertado. Ele atendeu no primeiro toque.

Mil coisas vieram à minha cabeça. Tive receio que ele me desprezasse. Mas finalmente percebi que a saudade era recíproca e a inquietação também.

Ainda poderíamos estar juntos não fosse a minha rebeldia e personalidade forte.

a href="http://www.flickr.com/photos/98401253@N00/2427417117">ND3_3303_2 via photopin (license)</a
ND3_3303_2 via photopin (license)

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *